A ampliação das importações de carne bovina pela China e por vários países do Sudeste Asiático deve fazer com que Goiás eleve em até 30% seu volume de abates nos próximos anos. A estimativa é do Sindicato das Indústrias de Carnes e Derivados no Estado (Sindicarne-Goiás), que informa que algumas indústrias exportadoras já investem para ampliar sua capacidade de produção. M...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários