O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo, disse ontem que não entendeu, pelo comunicado oficial da visita do Brasil ao governo americano, que o País tenha aberto mão do status de país emergente e, portanto, deixado de receber o tratamento especial conferido pela OMC a esse grupo. Essa teria sido uma exigência dos Estados Unidos para apo...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários