As mudanças feitas no texto da reforma da Previdência pelo relator, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), desagradaram à área econômica do governo, segundo apurou o Estadão/Broadcast. A avaliação é de que a retirada de R$ 31 bilhões da potência fiscal da proposta aprovada pela Câmara já na largada será facilmente aprovada, ao contrário das compensações p...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários