Lojistas e proprietários de imóveis comerciais seguem no cabo de guerra enquanto esperam o desenrolar do projeto de lei que pretende colocar o IPCA como índice para correção de aluguéis, e não mais o IGP-M. A votação do caso, que tramita com urgência na Câmara, ainda depende da negociação política entre o presidente da Casa e os líderes partidários. Mais de 30 assoc...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários