O Ministério Público de Goiás (MP-GO) ajuizou ação civil pública (ACP) para que seja submetida ao Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE) a medida de flexibilização que permitiu o acesso de caravanas, grupos de compras e excursões na Região da Rua 44, em Goiânia. O juiz Gilmar Luiz Coelho determinou que o procurador-geral do Município de Goiânia, Brenno Ke...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários