Os decretos de isolamento mantiveram boa parte da população em casa e reduziram muito a frota de veículos nas ruas. Apesar de terem sido classificados como atividade essencial e continuarem funcionando durante o isolamento, os postos de combustíveis amargaram quedas de até 60% nas vendas em Goiás. Com os carros parados nas garagens, nem os preços mais baixos conseguiram a...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários