Janeiro sempre foi um mês de intensa movimentação nas papelarias, com um vai e vem frenético de pais e alunos empunhando longas listas de materiais escolares. Mas a pandemia do coronavírus, que introduziu a rotina das aulas online, deixou as lojas do ramo bem mais vazias neste início de ano. O clima é de incerteza, principalmente se as aulas continuarão ou não sendo remotas,...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários