A Raízen inaugurou ontem a sua primeira unidade de produção de etanol de segunda geração (2G), biocombustível gerado a partir do processamento do bagaço e palha da cana-de-açúcar. O investimento total na nova planta instalada em Piracicaba (SP) foi de R$ 237 milhões. O projeto é considerado um marco no setor e irá contribuir para que o Brasil se torne referência inte...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários