A crise política criada pelo governo federal impede que o Banco Central tenha sucesso no combate à inflação e coloca em risco o cumprimento da meta para 2022. A avaliação é do FGV Ibre (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas), que também vê o risco de que sua projeção de crescimento da economia de 1,5% para o próximo ano seja frustrada por co...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários