Para o pagamento de dezembro dos servidores estaduais, a nova secretária da Fazenda Cristiane Schmidt, explicou em entrevistas ao O POPULAR e à CBN Goiânia, na manhã desta quinta-feira (03), que vai pagar o que foi empenhado em 2018. O governo passado empenhou o valor de R$ 200 milhões, o que se refere aos poderes Legislativo, Tribunais de Contas, Defensoria Pública e Ministério Público. O pagamento ocorrerá até o dia 10 de janeiro.

De acordo com que o governo de José Eliton (PSDB) havia informado, já receberam os salários os servidores da Agência Goiana de Regulação, Ceasa, Celg Par, Codego, Goiás Fomento, Goiás Gás, Goiás Parcerias, Goiás Telecom, Goiasprev (ativos), Ipasgo, Iquego, Previcom e Saneago.

Mas, os salários de todos os servidores do Executivo não foram empenhados pelo governo anterior e, por tanto, ela diz que vai regularizar de acordo com a lei federal que dispõe sobre as despesas de exercícios anteriores. Então, esses servidores terão de esperar uma regularização até o novo governo ter uma forma de fazer o pagamento.

“Está legal o que pretendemos fazer. Se o governo federal ajudar, é possível que a gente consiga equacionar o problema, pelo menos da folha, em curto espaço de tempo.” Caso o Estado não esteja apto ao programa de recuperação fiscal do governo federal, Schmidt garante que um plano B é estudado para pagamento dos servidores. Um cronograma ainda será divulgado. “Sozinho a gente não tem condição”, diz.