O mercado de trabalho já começou a sentir os impactos negativos da Covid-19 no primeiro trimestre deste ano, quando a taxa de desocupação atingiu 11,3% da força de trabalho no Estado, contra 10,4% no último trimestre de 2019, segundo o IBGE. Em números absolutos, isso significa que havia 423 mil desempregados que procuravam alguma ocupação no mercado nos primeiros três m...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários