Os casos de furto de energia voltaram a crescer em Goiás desde 2020. Segundo estimativa da Enel Distribuição Goiás, o ato ilegal desvia anualmente volume equivalente a 131 Gigawatt-hora (GWh), o suficiente para abastecer por um ano uma cidade do porte de Morrinhos. As ligações irregulares ainda sobrecarregam a rede, o que impacta na qualidade do fornecimento no Estado e ent...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários