Feiras especiais, restaurantes e outros segmentos que não tinham ainda permissão para retornar as atividades em Goiânia poderão voltar a abrir as portas ao público na segunda quinzena de julho. Conforme explicou o procurador-geral do município, Brenno Kelvys, após o fechamento por 14 dias das atividades descritas como não essenciais pelo decreto estadual, os outros 14...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários