O novo coronavírus está mobilizando o mundo inteiro e grandes empresas têm doado dinheiro, produtos e trabalho para ajudar a combater a pandemia aqui em Goiás. 

Grupo Flamboyant vai fazer uma doação para equipar ala do novo Hospital das Clínicas, em Goiás. O anúncio de que a empresa irá equipar uma ala do hospital público garantindo novos leitos foi feito em uma reunião que contou com a presença de diretores Grupo Flamboyant e representantes da Universidade Federal de Goiás. Os itens serão adquiridos pelo próprio grupo sob o auxílio técnico da superintendência do HC-UFG, que também validará as especificações dos itens apresentadas pelos fornecedores. O processo de aquisição passará por todos os trâmites legais e a previsão é de que a nova ala esteja operando já em agosto deste ano. O novo Hospital das Clínicas dispõe de 44 mil metros quadrados e capacidade para abrigar 600 leitos. Destes, apenas 260 estão em operação atualmente. 

Uma das maiores indústria farmacêuticas instaladas no Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA), a Geolab, em parceria com seus colaboradores, arrecadou e entregou mais de 7 toneladas de alimentos para famílias carentes e entidades beneficentes. E para a saúde pública municipal, doou respiradores, mobílias para estruturação de UTI, câmaras de contenção de partículas e tubulação de gases para os hospitais públicos de Anápolis.

A Syngenta viabilizou a entrega de 7.510 equipamentos de proteção individual à Santa Casa de Misericórdia de Goiânia, reforçando a proteção de profissionais que atuam no enfrentamento da Covid-19. Em abril, a Syngenta viabilizou a aquisição de 4.500 unidades de 500ml de álcool 70%, que também foram distribuídos para a Santa Casa de Misericórdia de Goiânia. Além disso, a empresa fez doações de álcool 70% e EPIs de uso médico para 17 outros municípios em 8 estados no Brasil. 

É importante lembrar que qualquer pessoa física também pode doar dinheiro para projetos como a Rede Nacional de Financiamento de Ações de Combate à Covid-19, Corona no Paredão Fome Não e Vem pra Guerra HC, que estão com campanhas abertas em plataformas de financiamento coletivo (crowdfunding).