Com atuação em seis estados brasileiros e no Distrito Federal, a EBM Desenvolvimento Imobiliário aposta agora em seu novo empreendimento, com VGV de R$ 53,5 milhões, em São Paulo, capital. 

A incorporadora concentra as suas atenções nesse momento para a praça paulista, onde já atua desde 1991, com o lançamento do Bourbon SmartStyle, um novo perfil de empreendimento, cujo conceito traduz o estilo de vida moderno e mais dinâmico, abrangendo principalmente investidores, solteiros e jovens famílias.

“Esse novo investimento vem dentro de uma proposta de expansão que, ainda em 2021, tem a previsão de lançar um total de seis novos empreendimentos e cerca de 1.200 unidades a nível nacional”, afirma o diretor de Incorporação, Marcos Túlio Campos.

A empresa, com VGV superior a R$ 2,755 bilhões nos últimos 10 anos, tem ampliado ainda mais o seu portfólio. Somente no primeiro no primeiro trimestre de 2021, em Goiânia a EBM teve mais de R$ 90 milhões em vendas. 

Cenário paulista

É com um cenário extremamente favorável, inclusive, com recordes batidos, que o novo empreendimento chega a São Paulo. De acordo com números da Pesquisa do Sindicato da Habitação (Secovi-SP), divulgada em junho deste ano, as vendas em maio chegaram a 5.883 apartamentos novos na capital paulista. Um resultado 44,1% maior do que em abril e 144,6% superior no comparativo com maio de 2020. No que diz respeito a lançamentos, houve um aumento de 77,4% em relação a abril e de 438% comparando com maio do ano passado. 

Cenário goiano
No primeiro semestre de 2021, a quantidade de unidades lançadas em Goiânia disparou mais de 50% em relação ao mesmo período de 2020: foram disponibilizadas 3.501 propriedades contra 2.330 lançadas no ano anterior. Em Volume Geral de Vendas (VGV), o aumento chegou a 175%, saltando de R$ 785 milhões para R$ 2,156 bilhões, ou seja, quase o triplo. “Nunca foi tão atraente financiar imóvel. Os financiamentos imobiliários estão no menor patamar de juros da história do país e o crédito continua abundante. É o momento ideal para a aquisição de imóveis”, destaca o presidente da Ademi-GO, Fernando Coe Razuk. 

Sob a análise das vendas, o mercado imobiliário alcançou um crescimento de 35% nos negócios no primeiro semestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020, e com um aumento de 35% em número de unidades e de 79% em VGV.