Em busca de uma nova parceria externa e buscando sinalizar ao mercado reação à crise, a Embraer anunciou nesta quinta (3) o corte de 4,5% de seus 20 mil empregados no Brasil e no exterior. Eles se somarão a outros 10% dos 16 mil trabalhadores da empresa só nas unidades brasileiras que aderiram a programas de demissão voluntária.​ Ao todo, serão 2.500 os afetados. Os motivos são...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários