A população de Goiás que passou a trabalhar em veículos, como motoristas de aplicativos, de ônibus e taxistas, dobrou em 2018, alcançando 141 mil pessoas, ante 71 mil em 2017. Essa foi, inclusive, a maior variação entre as pessoas ocupadas com relação ao local de trabalho no setor privado no ano passado, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) n...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários