Depois de um período de recuperação, em 2017 e 2018, no ano passado o mercado imobiliário registrou recordes de lançamentos e vendas para os últimos cinco anos e começou 2020 “com o pé no acelerador”. O maior combustível para o bom desempenho do setor foi a queda nas taxas de juros, que atingiram o menor patamar histórico, com a Selic a 4,25%. As projeções para o mercado ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários