A trinca formada pelos novos estímulos econômicos na China, entendimento entre Estados Unidos e México e otimismo com a aprovação das reformas no Congresso levou o dólar a perder força e encerrar a sessão desta terça-feira, 11, no menor nível em dois meses. Afora um pequeno flerte com a estabilidade na primeira hora de negócios (+0,01%), a moeda americana trabalhou e...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários