O dólar voltou a flertar com a possibilidade de se fixar acima dos R$ 4 nesta quarta-feira, 15, em meio ao aumento das dúvidas sobre capacidade de articulação política do presidente Jair Bolsonaro para aprovar uma reforma da Previdência robusta e destravar a economia. Com máxima de R$ 4,0218, atingida pela manhã, e mínima de R$ 3,9872, o dólar à vista fechou em alta d...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários