Enquanto o mercado precisa cada vez mais de profissionais de informática em níveis técnico e superior, a procura por formação em tecnologia tem diminuído em Goiás, constata Dario Queija de Siqueira, diretor das Faculdades Senai Ítalo Bologna e Senai Fatesg. Na sua avaliação, isso se deve em grande parte ao fato de que, para ingressar nesses cursos, exige-se uma base de con...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários