Mesmo sabendo da liminar concedida pelo Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), em ação do Ministério Público de Goiás (MP-GO), suspendendo o decreto da Prefeitura de Goiânia que permitia a reabertura do comércio, muitos comerciantes foram para suas lojas ontem na expectativa de que a decisão fosse revertida e pudessem voltar ao trabalho.  Tal expectativa seria ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários