Com gastos de cerca de R$ 100 mil por mês e sem conseguir usufruir da concessão de 614 quilômetros da rede de fibra óptica, não haveria outro destino para a Celg Telecom a não ser fazer parte dos cortes do governo estadual em tempos de ajustes. Na manhã de ontem, foi formalizada a transição da direção da estatal para a Companhia de Investimento e Parcerias do Est...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários