A Abrava (Associação Brasileira dos Veículos Automotores) criticou nesta segunda-feira (18) o veto do presidente Jair Bolsonaro que impede caminhoneiros de receber o auxílio emergencial durante a pandemia de covid-19. Em nota, a associação defende que a verba de R$ 18 milhões do programa Roda Bem Caminhoneiro seja realocada para as seguintes medida...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários