No início deste ano, a BRF lançou um programa de startups para atender a cinco demandas da companhia. Oitenta empresas se inscreveram para participar, mas nenhuma apresentou propostas para um dos principais desafios, que era desenvolver próteses (dentárias ou corporais) com ossos suínos. Além disso, a área voltada para Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) só recebeu d...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários