Em meio à crise econômica e com a segunda onda da pandemia de Covid, brasileiros beneficiados com o auxílio emergencial se preparam para um início de ano desanimador. Com desemprego recorde, aumento da inflação de produtos e serviços e o fim do benefício, muitas famílias não estão nem um pouco otimistas com a chegada de 2021.Este é o caso do motorista desempregado G...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários