O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo, confirmou, em reunião virtual com membros da entidade, que deixará o cargo em 31 de agosto de 2020, um ano antes do previsto. O brasileiro disse que a decisão visa dar mais tempo para que o órgão escolha seu sucessor, sem que o processo dispute atenção com os preparativos para a 12º Reunião Ministerial (...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários