Um dia depois de interferir no comando da Petrobras e indicar o general Joaquim Silva e Luna para comandar a estatal, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou a atuação de órgãos, como a ANP (Agência Nacional do Petróleo), e disse que o preço da gasolina poderia estar 15% mais barato. Bolsonaro manteve o discurso de que não interferiu nem interferirá na pol...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários