O Procon Goiás e o Ministério Público de Goiás (MP) recusaram uma tentativa de acordo proposta pelo Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindiposto) sobre a margem de lucro praticada nos postos da capital, durante uma audiência de conciliação na semana passada. Com base em um parecer da Agência Nacional de Petróleo (ANP), o Sindiposto questiona a liminar q...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários