Após a brusca queda no número de voos no início das medidas de isolamento social adotadas para conter o avanço do novo coronavírus, companhias aéreas brasileiras começam a planejar o aumento de sua malha diária a partir de junho, mas num nível bem abaixo do visto antes da pandemia. A Azul projeta realizar 168 partidas ao dia no próximo mês, ante 115 diárias vistas...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários