O deputado federal Waldir Soares, o Delegado Waldir, está avaliando o seu futuro dentro do PSDB e se pronunciará ainda esta semana se deixa, ou não, a disputa interna pela candidatura à Prefeitura de Goiânia. Waldir disse ao POPULAR que está terminando uma “investigação” para saber quem serão os votantes da escolha e que tomará um posicionamento até quinta (11).

“Não vou ser palhaço em picadeiro. Fiz a minha inscrição nas prévias, mas minha pré-candidatura sempre foi condicional. Estou fazendo um levantamento de quem votará nas prévias – quais são os votantes que possuem cargos no governo, cargos na Câmara Municipal - e anunciarei na quarta ou quinta se continuarei ou se deixarei as prévias”, revelou.

Abandonar as prévias tucanas, de certo modo, já era uma ação esperada por parte de Waldir, já que ele vem, há meses, criticando a forma de escolha interna. Nos bastidores, várias lideranças do partido veem a candidatura do deputado federal Giuseppe Vecci como favorita pela sua proximidade com o governador Marconi Perillo.

Waldir, por outro lado, tem rejeitado as articulações internas, ameaçando não participar das prévias se elas “tiverem cartas marcadas”. “Estou vendo que as prévias foram apenas para rifar meu nome no PSDB. Não vou jogar penas ao vento”, reclamou. O deputado também criticou que ele não tem espaço no ninho tucano: “Conversei sobre as prévias com Aécio Neves (presidente nacional), Cássio Cunha Lima (líder do PSDB no Senado) e Antônio Imbassahy (líder do PSDB na Câmara). Eles me ouvem, o que não acontecesse em Goiás. O que não sou reconhecido aqui, sou reconhecido em Brasília”.

Dessa forma, não será surpresa se, além das prévias, Waldir também deixar o partido nos próximos dias. Ele já havia ameaçado fazer a mudança no ano passado – quando conversou com dirigentes do Partido da Mulher Brasileira (PMB) -, mas, após a aprovação da reforma política que adiou para abril o prazo de filiação para aqueles que se candidatarão nas eleições municipais de outubro, preferiu esperar mais para tomar sua decisão. Agora, diante de nova desilusão com o processo de escolha interna, Waldir deixa seu futuro em aberto. “Existe esta possibilidade de deixar o partido. Meu projeto para Goiânia continua”, disse.

Viagem

Se Waldir Soares deixar as prévias, o PSDB escolherá, à priori, entre dois nomes – além de Vecci, também está inscrito o presidente da Câmara Municipal Anselmo Pereira. O vereador, porém, deu um sinal claro de que pode não estar muito preocupado com as prévias quando, na semana passada, viajou para o exterior na companhia de outros colegas parlamentares. A previsão de volta é apenas no dia 15, a dez dias da eleição tucana.

Sendo assim, a possibilidade de as prévias se tornarem um evento de aclamação do deputado Giuseppe Vecci como candidato do partido na capital não está descartada. O parlamentar passou o feriado em Goiânia, articulando internamente. A reportagem tentou falar com Vecci sobre as declarações de Waldir e a viagem de Anselmo, além de seu trabalho para as prévias, mas o deputado não atendeu o seu telefone.