A vacina para o coronavírus (Sars-CoV-2) deve ser ofertada prioritariamente ou até exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e a previsão é que as primeiras doses cheguem entre fevereiro e março de 2021. Os produtores devem requerer a comercialização para a rede privada, que deve ser aprovada para depois da pandemia. A afirmação é de Cristiana Toscano, pesquisadora d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários