Mais de 24 horas após o assalto no qual lutou contra o criminoso e acabou arrastada pela porta do veículo levado por ele, a servidora pública Tatiane Mendonça dos Santos, de 39 anos, ainda não sabe explicar o que a levou a reagir. “Foi algo instintivo. Não pensei na hora. Eu nem gosto de dizer que foi coragem, porque se eu vivesse outra situação como essa jamais reagiria...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários