Marco Aurélio Borges, uma das vítimas da organização criminosa desmantelada na operação Necandi era genro da auxiliar de enfermagem Deise Faria Ferreira Freitas. Ela desapareceu em julho de 2015, em uma chácara em Goiânia, onde participava de um ritual do Santo Daime. O delegado da unidade Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), Dannilo Proto,...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários