A Universidade Federal de Goiás (UFG) indeferiu, até agora, o pedido de 185 pessoas que tentaram ingressar na universidade em 2021 pelo sistema de cotas raciais, que é destinado para estudantes negros (pretos e pardos) e indígenas que fizeram todo o Ensino Médio em escolas públicas. A Comissão de Heteroidentificação da instituição é que verifica se os candidatos es...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários