Atualizado às 17h58

Em relação à classificação de pandemia do coronavírus (Covid-19) pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a Universidade Federal de Goiás (UFG) informou nesta quinta-feira (12) que criou uma Comissão de Especialistas para definir campanhas educativas e medidas de prevenção no âmbito da instituição. Serão seguidas as diretrizes preconizadas pelo Ministério da Saúde e demais esferas de governo. O grupo vai se reunir com a reitoria às 8 horas desta sexta-feira, 13, para discutir medidas relativas a professores, técnicos-administrativos e estudantes que regressam de viagens ao exterior, à agenda de grandes eventos da instituição e a idosos em atividades de ensino e extensão.

O Reitor da UFG, Edward Madureira Brasil integra o Comitê Operativo de Emergência do Ministério da Educação (COE/MEC), instituído em 11 de março, representando a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e está acompanhando as discussões no âmbito do MEC.

Hospital das Clínicas

O Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (HC-UFG) suspendeu "todos os eventos e aglomerações" na unidade a partir desta quinta-feira (12). Segundo comunicado interno neste sentido distribuído pela gerência administrativa, estão suspensos até segunda ordem "todos os treinamentos, teóricos e práticos". Atendimentos ambulatoriais e exames continuarão sendo feitos normalmente, bem como as atividades de ensino e pesquisa com estudantes e residentes.

O HC-UFG é gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Conforme o comunicado, a medida foi tomada em razão "da necessidade urgente do emprego de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos à saúde a fim de se evitar a disseminação da doença". Segundo o superintendente do hospital, José Garcia Neto, a decisão também tem como objetivo deixar disponíveis os profissionais de saúde para o atendimento de casos suspeitos de Covid-19, caso seja necessário.