Goiás tem quase 3 mil mortes causadas pelo coronavírus (Sars-CoV-2). Nesta quinta-feira (27) o boletim da Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO) mostra que, com mais 74 casos inseridos na plataforma de contagem, o número passou de 2.888 para 2.962. Ao todo, 74,6% das vítimas tinham mais de 60 anos, sendo que a maior parte tinha mais de 80 anos, com 764 registros.

Ainda considerando as vítimas da doença, a SES-GO mostra no boletim que 59,3% eram do sexo masculino e 40,7%, do sexo feminino. Dos que morreram depois de contrair a infecção, cerca de 2,2 mil informaram ter algum tipo de comorbidade, sendo a cardiopatia a mais comum. Ao todo, 1.023 pessoas disseram que tinham algum tipo de problema no coração; 871 relataram diabetes; 251 apresentavam doenças respiratórias e 89 possuíam doenças que diminuem a imunidade.

O total de casos da infecção pelo vírus passou de 125.196 para 127.769, com mais 2.573 testes positivos registrados no sistema de contagem nas últimas 24 horas. Neste caso, as mulheres são maioria, com 52,1% das confirmações, contra 47,9% de pessoas do sexo masculino. Neste caso, os mais afetados são pessoas entre 30 e 39 anos, com mais de 31 mil registros, seguidos de 20 a 29 anos, com mais de 25 mil casos e a faixa etária de 40 a 49, que também já passou de 25 mil confirmações.