O Hospital de Queimaduras de Anápolis informou, na manhã desta sexta-feira (27), que todos os pacientes, acompanhantes e colaboradores da unidade de saúde que tiveram contato com a médica que foi diagnosticada para a Covid-19, testaram negativo. A anestesiologista Leila de Sá Rodrigues da Cunha, de 69 anos, é uma das médicas e diretora da instituição e esteve na Itália em um cruzeiro com pelo menos outras duas médicas do Estado, uma de Goiânia e outra de Rio Verde.

Segundo nota emitida pela unidade de saúde, o isolamento domiciliar da médica termina nesta sexta-feira (27). Além de reforçar que ela nunca apresentou sintomas, diz também que conforme as normas regulatórias vigentes, todos os colaboradores estão aptos ao exercício de suas funções no trabalho. “Esclarecemos que a Vigilância Epidemiológica do município de Anápolis foi o órgão responsável por determinar quais pessoas seriam testadas, da mesma forma que orientou todo processo de quarentena”, completa a nota.

A anestesiologista Leila de Sá disse em entrevista ao O POPULAR, que ficou assintomática o tempo todo. Ela foi infectada durante um cruzeiro que fez na Itália com a filha e outros colegas de profissão. A médica afirmou que viajou para o país no dia 22 de fevereiro e chegou ao Brasil no dia 12 março. No dia 13, a médica chegou a atender alguns pacientes no Hospital de Queimaduras, local em que é diretora.

Casos suspeitos em Anápolis

Até às 17 horas desta quinta-feira (26), o município de Anápolis registrava 54 casos suspeitos para Covid-19, todos em isolamento domiciliar com seus contatos diretos e 56 casos foram descartados por exame laboratorial.