Uma das testemunhas que denunciaram o pastor Esney Martins da Costa, presidente da igreja evangélica Renascendo para Cristo, do Setor Oeste, em Goiânia, afirma que a comunidade do templo sabia dos crimes sexuais cometidos pelo líder religioso contra fiéis. Os relatos protocolados na Defensoria Pública do Estado (DPE) já somam nove, sendo que seis deles foram apre...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários