A 1ª Câmara Criminal, do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), decidiu por unanimidade, manter a prisão do agricultor Nei Castelli, de 58 anos, denunciado pelos homicídios dos advogados Marcus Aprigio e Frank Alessandro. Os cinco desembargadores votaram pela manutenção da prisão preventiva do suspeito, por considerarem que ela está bem justificada. A sess...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários