Candidato no certame para o cargo de escrivão da Polícia Civil, o advogado Guilherme Augusto Camelo foi reprovado no teste físico e entrou com recurso judicial. Ele advogou em causa própria e argumentou que a função para a qual estava se candidatando não exigiria aptidão física. O juiz Ricardo Prata analisou seu argumento e acatou o pedido. Não cabe mais recurso da d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários