Em nota compartilhada pelo whatsapp, o tenente-coronel da Polícia Militar, Carlos Eduardo Belelli, de 56 anos, se manifestou neste sábado (22) afirmando novamente sua inocência referente às acusações de que ele integraria um grupo de extermínio. O militar está preso desde o último dia 18 de dezembro, quando o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) e a Polícia Federal deflagraram a Operação Circo da Morte, que investiga a atuação ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários