Antes de ser preso na madrugada desta terça-feira (18) em Caldas Novas, no Sul do Estado, por suspeita de envolvimento com um grupo de extermínio, o tenente-coronel Carlos Eduardo Belele, conhecido como Belelli, deixou a gravação de um vídeo em que se defende da acusação de ter sequestrado e matado o casal de namorados Dallyla Fernanda Martins, de 21 anos, e Darle...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários