O agricultor Nei Castelli, de 58 anos, preso suspeito de mandar matar dois advogados em Goiânia, foi interrogado pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (19), na Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), em Goiânia. Ele permaneceu em silêncio e não respondeu nenhuma das perguntas do delegado responsável pela investigação, Rhaniel Almeida. A defesa do...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários