Atualizada às 10h42.

Tiago Henrique Gomes da Rocha, suspeito de ser o serial killer que teria matado 39 pessoas em Goiânia, tentou se matar na madrugada desta quinta-feira (16) na cela onde ele está na Delegacia de Repressão a Narcóticos, no complexo de delegacias, na Cidade Jardim, em Goiânia. As informações foram confirmadas pelo Corpo de Bombeiros e pelo advogado do suspeito Tiago Uaskar.

De acordo com os bombeiros, ele teria tentado cortar os pulsos com cacos de uma lâmpada da própria cela. As lesões causaram um intenso sangramento, mas ele já foi socorrido por uma equipe da corporação e não corre risco de morte.

Em entrevista à CBN Goiânia, o advogado de Tiago confirmou que o suspeito tentou se matar e que recebeu atendimento de uma equipe do Corpo de Bombeiros. “Os bombeiros socorreram o Tiago e deram cerca de seis pontos nele”, explicou Uaskar.

O advogado disse também que o suspeito nega envolvimento nas mortes. "O Tiago me disse que só assumiu a autoria das mortes porque estava sendo coagido", afirmou Uaskar. Ainda durante a entrevista, ele contou que agora irá se dedicar aos processos e provas e que de fato só existem dois processos contra o vigilante.

Mais notícias:

Homem é preso e confessa 39 mortes

Suspeito teria cometido 16 dos 18 assassinatos, afirma secretário

Suposto serial killer trabalhava no Materno Infantil

Vídeo ajudou na identificação de suposto serial killer

Novo caso de violência de motoqueiro contra mulher em Goiânia