Após matar o médico endocrinologista goiano Luiz Augusto Rodrigues, 45 anos, com um tiro na cabeça, na madrugada desta quinta-feira (28), na Asa Sul, em Brasília (DF), o soldado, que estava trabalhando, está recebendo atendimento psicológico. A Polícia Militar estuda o afastamento dele. Em nota, a corporação informou ao POPULAR  que a "situação está sendo a...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários