Sete pessoas foram indiciadas pela Polícia Civil do Estado de Goiás (PC-GO) pelo comércio ilegal de remédios utilizados no tratamento de pacientes com Covid-19 e em estado grave. Os suspeitos chegavam a vender uma caixa de com quatro seringas de um medicamento por R$ 48 mil, preço seis vezes acima do convencional. Os indiciamentos são resultado da Operação Nisi F...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários