A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou nota, ontem, informando a decisão de alugar e readequar um imóvel em Goiânia para abrigar o Pronto-Socorro Psiquiátrico Wassily Chuc, que recebe pessoas com transtornos mentais em situação de crise e que teve seu fechamento anunciado devido às más condições do prédio em que está instalado.

A decisão foi tomada em reunião coordenada pelo secretário Leonardo Vilela, na qual estiveram presentes representantes da SES, do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) e da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS). Os participantes da reunião também chegaram à conclusão de que o Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq), de Aparecida de Goiânia, prestes a ser inaugurado, foi concebido como unidade terapêutica para dependentes químicos e não para pacientes com transtornos mentais.