Filha de um sapateiro de 42 anos e de uma cozinheira de 35, a estudante de Pedagogia Letícia Bruna Lopes Santos, de 19, teve o sonho de lecionar para crianças especiais interrompido de forma brutal. Ela foi morta pelo próprio marido, o vendedor Lucas Luciano de Sousa Silva, de 21, na noite do último sábado, após chegarem de uma festa na casa de familiares da mulher....

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários