Desde o final do mês de fevereiro, diversas unidades estaduais perderam funcionários em decorrência do decreto assinado em janeiro pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), que proibiu a renovação dos contratos temporários a partir do dia 28 do mês passado. Dezessete dias depois, novos funcionários ainda não foram contratados e os usuários já sentem os problemas em órgãos como ...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários